Existem várias estratégias que podem ser usadas para garantir um gerenciamento de risco em transporte eficiente! Para fazer um bom gerenciamento de risco em transporte, comece elaborando um plano que vai nortear as demais ações adotadas pela empresa. Os passos que você vai precisar seguir são:

  • Identificar os riscos;
  • Analisá-los;
  • Levantar soluções e recursos para minimizá-los.

Como já foi dito, os principais riscos da movimentação de mercadorias no cenário brasileiro são: roubos e assaltos, extravio, perda e avaria dos produtos durante o trajeto, danos aos veículos (acidentes, estradas ruins), multas e apreensões, atrasos na entrega, processos ineficientes que causam falhas e elevam as despesas com o frete. Como vimos, as possíveis ameaças acontecem por diferentes motivos. Por isso, cada transportadora precisa fazer um diagnóstico para entender os problemas que atingem suas operações em maior ou menor intensidade.

O planejamento é uma etapa básica e, sobretudo, determinante para a gestão de riscos. Sem ele, o gestor não tem uma visão ampla dos perigos que rodeiam seu negócio e, consequentemente, não pensa em práticas de prevenção, nem protege seu patrimônio de forma efetiva. Um passo a passo bem prático para um planejamento é: 

  • Realize um escopo

Avalie os problemas que podem afetar uma etapa do processo.

  • Colete informações 

Junte vários colaboradores que façam parte do processo e veja quais fatos poderiam ocorrer e o que fazer caso aconteçam.

  • Detecte os riscos e suas consequências

Anote os riscos e como eles poderiam prejudicar a empresa.

  • Entenda os impactos de cada risco

Além da possibilidade de efetivação do risco, você também deve avaliar os impactos que ele pode proporcionar. Uma ideia é realizar essa classificação por meio de uma escala numérica, do mais crítico para o menos crítico.

  • Determine uma probabilidade

Para cada risco identificado, estabeleça se a possibilidade de esse risco se efetivar é baixa, média ou alta. Essa escala deve ser feita de acordo com as características do negócio.

Deu para entender melhor, não é? Entre em contato com a Global 5 e saiba mais! 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *